Kabum anuncia Alexandre “Titan” no lugar de Guilherme “Vash” no CBLoL

NekiA diretoria da Kabum anunciou nesta sexta-feira a contratação de Alexandre “Titan”, de 17 anos, para atuar na rota do meio. O jogador vai substituir Guilherme “Vash”, que pediu desligamento da equipe após revelar condições de treinos “insuportáveis” em um hotel em São Paulo.

Alexandre “Titan” atuou pela Ilha da Macacada no fim do ano passado. Apesar de não ter seguido na equipe, o jogador conseguiu se destacar. Com a contratação para suprir a lacuna deixada na rota do meio, o cargo de técnico segue vago após a demissão de Vinícius “Neki”, que classificou os treinos como “desumanos”.

Vice-lanterna do 1° Split do CBLoL, a Kabum enfrenta o último colocado Remo Brave, neste domingo, às 13h, no duelo dos desesperados.

 

“A KaBuM! e-Sports tem novidades para o próximo jogo do CBLOL.

Contaremos com um novo integrante, o Alexandre “TitaN” Lima, que atuará como midlaner ao lado dos players da line-up oficial.

O jogo acontece neste domingo, às 13h.

Agradecemos à torcida pelo apoio à organização, durante este período de desafios”.

Entenda a polêmica em tópicos

– No início da semana, o jogador Guilherme “Vash, ao anunciar que estava deixando a equipe, denunciou que o time estava treinando em hostel em condição “insuportável”. O meio disse que o local era quente, sem ventilação e até filtro de água. Ele também revelou que os seis integrantes dormiam no mesmo quarto e tinham que conviver com festas que terminavam de madrugada.

A ABCDE convocou a Kabum para dar explicações sobre as condições de treino. No entanto, a nota oficial da equipe diz que o hostel era uma estrutura temporária e fora uma indicação de membros da associação em uma conversa informal.

– O técnico Vinícius “Neki” endossou o discurso de Guilherme “Vash”. Classificou a situação como sendo “desumana” e revelou que o psicológico dos jogadores está abatido. A equipe é vice-lanterna do CBLoL.

– A Riot ainda não se posicionou sobre o tema. A ABCDE prometeu um posicionamento após ouvir a Kabum na última semana, mas ainda não aconteceu. A equipe negou que tenha permitido que os jogadores arcassem com multas rescisórias de reforços e afirmou que cumpre obrigações além do previsto contratualmente.

– O SporTV.com visitou o hotel na última quarta-feira. A conclusão da reportagem é de que o local não oferece condições adequadas para treinos e uma equipe profissional de League of Legends. Os quartos são pequenos e sem estrutura para os cyberatletas. Os eventos foram confirmados pela administração do hotel.

– Diante da repercussão negativa, a Kabum solicitou e transferiu os treinos para os estúdios da Riot Games, em São Paulo. Sem alternativa, a organização resolveu colocar um ponto final na concentração realizada no hostel, pivô da polêmica.

– Insatisfeita com as críticas públicas, a diretoria da Kabum optou por demitir o técnico Vinícius “Neki”. A organização também justificou a decisão alegando desempenho ruim da equipe.

Fonte: SPORTV

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *